quinta-feira, 19 de março de 2009

Tenho demasiado tempo livre e depois dá nisto


Como eu adoro sair mais cedo das aulas, ir para a esplanada mais próxima apanhar sol, comer o meu sunday caramelo e ficar a pensar na minha vida (Oh sim, porque eu tenho imensos problemas, uma vida complicadíssima...!)


Hoje estava a pensar na minha vida amorosa (lol, como se fosse só hoje) e depois de muito analisar esta parte da minha vida desde que nasci, apercebi-me que sou "A Outra".
Eu passo a explicar,

Quando eu andava na primária, havia um rapaz que era muito engraçado, tinha os cabelos encaracolados e os olhos verdes, e era meu amigo. Ele tinha namorada, que também era minha amiga. Nós os dois conversávamos imenso, pois éramos da mesma turma e eu como nessa altura era Maria-rapaz e estava sempre com os rapazes estávamos muitas vezes juntos.
Um dia o rapaz mandou-me uma carta de amor a dizer que gostava muito de mim e para eu por uma cruz no sim se queria ser namorada dele (estranhamente não havia lá nenhum quadradinho para o não). Eu disse-lhe que não, porque ele namorava com a minha amiga, e fiquei mesmo preocupada com isso e pedi-lhe para ele não contar a ninguém que gostava de mim.
Ele não ligou e acabou com a namorada, que ficou chateada comigo, mas eu não aceitei namorar com ele. A mãe dele até foi falar com a minha a perguntar porque é que eu não andava com o filho dela.

Isto tudo para dizer que hoje me apercebi que tenho um dom qualquer para fazer com que pessoas comprometidas gostem de mim, ou eu gostar de pessoas que sejam comprometidas. Desde aquele episódio e que tinha uns 8/9 anos, passando por outros semelhantes, até mais recentemente 2 episódios, estes já com raparigas e de que eu tenho mais noção. Isto seria óptimo, de certeza que há imensas pessoas que gostavam de ter este dom, mas eu preocupando-me mais com os sentimentos dos outros do que com os meus, é uma treta. É que eu não faço de propósito, aliás, não faço nada por isso.

Portanto já sabem, se quiserem acabar com as vossas namoradas, e até namorados porque tenho mesmo um dom para isto, apresentem-mas.










(desabafo)
Estou farta de ser "A Outra", quero ser "A Tal"...

5 comentários:

Inês disse...

Ser a Outra é quando gostamos de alguém que NÃO vai deixar @ namorad@ para ficar connosco. No entanto vai-te comendo sempre que pode ou lhe apetece.
E isso sim, é deprimente.
E eu tenho a mania de me interessar por pessoas comprometidas, não me perguntes porquê...

B' disse...

Essa definição de Outra continua-se a encaixar em mim, com a diferença que eu não me permito ter nada com essas pessoas por mais que, tanto eu como essas pessoas, queiram.

Mariana disse...

Vais ver q um dia vais ser a tal. Sem pressas! :)

Anónimo disse...

se deixavam a namorada p fxar ctg, ai devxarias de ser a outra .. mas sei bem do q falas qnd dizes q te preocupas mais c os sentimentos dos outros .. ah se sei .. :/

Beijo adoro-te.. e obrigado por ontem .. a serio =')

J.Sousa

B' disse...

J. Sousa, o que me importa é que estejas feliz :)