sexta-feira, 13 de março de 2009

Objectos da sorte

Sempre fui muito supersticiosa.


Quando era pequenina e ia ao parque passava imenso tempo deitada na relva à procura de um trevo de quatro folhas. ( poucas ou nenhuma vez encontrei...)
Actualmente tenho uma pulseira (não é bem uma pulseira, era um fio que eu transformei em pulseira) no braço esquerdo, que era para me dar sorte no desporto. (devo dizer que ultimamente não tem tido uso, mas há-de voltar a ter)
Tenho também um colar que nunca o tiro, que é como uma "promessa" e para que cada vez que olhe para lá me lembrar daquilo que prometi.

E tenho muitos outros, que me vão dando sorte no dia-a-dia.


Mas hoje venho falar da minha caneta.
A minha fantástica caneta de tinta azul, que ao longo destes dois últimos anos escolares nunca me deixou ter uma negativa. Era com ela que escrevia os apontamentos, era com ela que fazia todos os testes, e se me esquecia já sabia que ia ter uma nota pior. A minha linda caneta, por fora amarela, que já estava meio partida mas sempre me ajudou.
E pronto, hoje mal acabei o teste de Física e Química (para o qual não tinha estudado nada, mas também não era preciso pois tinha a caneta) a minha caneta acabou. Foi o fim dela.

E com o fim dela, vai ser também o meu fim. Vou ter de começar a estudar à seria.

[Nada de gozar, a caneta era mesmo especial!]

5 comentários:

Leonor disse...

A sorte não está na caneta... E num teste, não se trata de sorte. So se for um teste de escolha multipla, tu é que és inteligente e croma. Portanto tens boas notas.

Ana disse...

pois é, há objectos que sentimos mm ke têm akele poder especial.

kdo era pekena tbm tinha essa mania dos trevos, e nk encontrei nenhum de 4 folhas...

durante os tempos d escola lembo-me tbm d ter algumas superstições: com canetas, com lugares, com roupas, etc etc.

a tua caneta falhou-te no dia 13, 6a feira 13, só podia! axo ke todos somos um poko supersticiosos... faz hj um mes (prtanto 13 d fev, 6a feira 13 tb) ke me roubaram o tlm... hj ate pensei 2 vezes antes d sair d casa, ja ke tinha tido tt azar na ultima 6a feira 13, mas dps saí, e o dia ate correu bem. a cena incrivel e ke na 6a feira 13 d fev o dia estava a correr-me optimamente bem, e dps kuase ao xegar a casa, la p 20h, 21h é ke a coisa deu p torto... enfim, superstições ou nao, mas são coisas ke acontecem.

TimTim disse...

todos nós temos objectos especias, qual seja o seu destino ele estara sempre na memória, não quer dizer que seja a caneta que te de boas notas mas algo que te faz acreditar nela.
acredita, porque acreditar é poder =)

Ana disse...

Começa a fazer como eu: dormia com os manuais debaixo da almofada e a minha mente aspirava a matéria enquanto dormia :D

Anónimo disse...

:/ Mostra-me a caneta.. mostras?

Joana Sousa