sábado, 6 de março de 2010

Há coisas que não consigo perceber

Quantos heterossexuais ao longo da história da humanidade tiveram de se assumir perante a família, amigos e sociedade como heterossexuais? Passar pelas conversas intensas, olhares, pelo "é uma fase"? Ah? Nenhum?

Então porque raio é que os homossexuais tem de se assumir? Porque é que não podem simplesmente fazer a vida deles e os que os rodeiam lidarem com isso como a situação normal que é? Porquê tanta questão à volta do "assumir-se", o "sair do armário", o que for?

4 comentários:

Inês Santos disse...

eu dou-te um exemplo muito simples..
os meus pais sempre foram muito "liberais".
quando tive um namoro (com um rapaz) mais sério, ele vinha cá a casa, jantava e dormia cá.
quando quis fazer o mesmo com uma rapariga foi preciso uma conversa. não séria, não intimidante, não estranha. mas uma conversa.
percebo totalmente o que queres dizer.
mas, mesmo para as pessoas que aceitam isso, é necessário uma conversa, tipo update.. sei lá, assim como revelas aos teus amigos que tens um namorado (isto sendo rapariga) antes de apresentá-lo, convém informares q tens uma namorada. só para não haver "choque". o mesmo choque que haveria se te vissem com um rapaz e não soubessem. mas acho, que à parte disso, não tens nada que revelar a ninguém!
se te perguntarem (dependendo da situação) acho que não tens q esconder ou mentir. mas tbm não tens que "revelar" sempre q falar c uma pessoa.
mas aco que a cena do "sair do armário" é essencialmente por sempre se terem escondido, tanto que achavam que tal coisa não existia.
tanto que acham que agora passaram a existir mais homossexuais q antes.
isso é mentira, as pessoas sentem-se mais à vontade para assumi-lo.
eu cá não escondo de ninguém a minha orientação sexual (a não ser que fales dos meus avós - ia sentir-me responsável pelo ataque que os levaria à morte caso soubessem..) e acho que quanto mais pessoas "saírem do armário", mais visibilidade trará e aí sim, já não será necessário, porque aí sim, será visto como algo NORMAL por toda a gente.

B' disse...

É basicamente essa a minha opinião. Claro que eu eventualmente vou ter de dizer ao meus pais que namoro com uma rapariga, assim como iria dizer aos meus pais que namoraria com um rapaz. Tanto aos meus pais como aos meus amigos e resto da familia.

A unica coisa que não percebo é ter de ter uma conversa extra, que não teria se namorasse com um rapaz.

Dantins disse...

É uma boa questão...
As pessoas é que complicam, quando nos comunicam uma relação apenas devíamos dar importância ao facto de ela estar feliz. Se é com uma mulher ou com um homem que diferença faz??

B' disse...

É mesmo isso que eu penso! Afinal, não queremos ser todos felizes e que as pessoas de quem gostamos sejam felizes?
Tantos stresses e conversas só ajudam a adiar a felicidade, por vezes para sempre.